Coisas que aprendi contando carboidratos:

A primeira vez que você pratica a contagem de carboidratos é apenas um teste, para você saber se a dose que o médico passou para determinada quantidade de gramas de carboidrato, funciona pra você. Exemplo: quando comecei a contar carboidratos, minha médica me falou para utilizar 1 unidade de insulina ultra-rápida para cada 15 gr de carboidratos ingeridos. Não deu certo! Depois de tentar desse modo por alguns dias, percebi que era melhor utilizar 1 unidade para cada 10 gr de carboidratos. Conversei com a médica e ela falou que tudo bem, pois eu que tinha que testar mesmo para saber qual método funcionava melhor. Descobrimos que foi o meu, 1 unidade para cada 10 gr de carboidrato.

Não adianta comer doces a vontade achando que depois é só aplicar insulina e pronto! Não dá certo também! Além de você ficar com a glicemia elevada, é dificil corrigir depois.

Quando você ingerir um alimento e não souber quantas gramas de carboidrato contém, olhe na tabelinha de contagem de carboidratos ( todos que praticam a contagem devem ter a tabelinha, pois ela é essencial) e procure um alimento que esteja mais próximo do que você consumiu e aplique a quantidade de insulina que for correspondente para aquele alimento. Antes aplicar menos insulina, do que mais e correr o risco de ter uma crise de hipoglicemia (já aconteceu comigo!).

Com o tempo você decora a quantidade de carboidratos dos alimentos que você consome com mais frequencia, o que torna a contagem ainda mais fácil.

Ter uma balança para pesar os alimentos faz toda a diferença!

Com a contagem de carboidratos, aprendemos a nos alimentar da maneira correta, consumindo mais alimentos saudáveis e diminuíndo os alimentos mais “pesadinhos”, aqueles que contém mais carboidratos, pois você olha a tabelinha e pensa: – esse pedacinho de alguma coisa, tem tudo isso de carboidrato?!!! – e isso faz com que sejamos mais cautelosos com as nossas escolhas.

Aprendemos também que nem sempre o Diet ou Light é sinônimo de menos carboidratos, em algumas situações o Diet e Light tem muito mais carboidratos do que o produto normal ( com açúcar).

Aprendemos também que se ingerirmos até 15 gr de carboidratos (apenas isso e nada mais), não precisaremos aplicar insulina, pois 15 gr de carboidrato, praticamente não tem efeito sobre a glicemia ( informação da Lara, educadora em diabetes).

Com a contagem de carboidratos, aprendemos também a nos alimentar nos horários certos.

Que em casos de hipoglicemia, as vezes, apenas 15 gr de carboidratos não funciona.

E muitas outras coisinhas que passam a fazer parte da nossa vida diária depois que iniciamos a contagem de carboidratos. E outra coisa maravilhosa que esqueci de falar mais vou dar um destaque agora:

Com a contagem de carboidratos, descobrimos a alegria de ter uma Hemoglobina Glicada abaixo de 7%!!!

Não é maraaaaaaaa!!! hehe

Mas para iniciar a contagem de carboidratos é necessário conversar com o seu médico primeiro, para que ele possa te orientar da maneira correta e para que ele possa ver também se essa é a melhor alternativa para o seu tratamento. Tenho uma tabelinha mara que fala a quantidade de carboidratos indicada para cada valor de hipoglicemia, só preciso achar e daí posto aqui para que vocês possam ver.

Bom galerinha, um abraço a todos e apreciem os benefícios da contagem de carboidratos. Eu recomendo!!!

Ah e só para completar vou deixar aqui um vídeo de uma reportagem sobre a contagem de carboidratos exibida no Jornal Hoje:

Sim, posso comer doces!!!

Pois é, com o tempo nós diabéticos descobrimos que podemos fazer coisas, que pensávamos que não poderiamos fazer nunca!!!

Passei muito tempo da minha infância, adolescência, ou melhor dizendo, da minha vida, achando que eu não podia comer doces. Antes talvez não pudesse mesmo, pois eu nem sabia da existência da insulina rápida ou ultra-rápida e também nem se falava em contagem de carboidratos. Mas graças a Deus, hoje em dia essa suposta realidade, mudou! Antes era tudo não pode!!! Hoje tudo pode, porém com moderação, graças a contagem de carboidratos e a insulina ultra-rápida que eu aplico várias vezes ao dia, mas não estou reclamando, afinal prefiro assim porque me mantém muito mais controlada!!!

As coisas mudaram muito desde que descobri a diabetes (há 14 anos atrás), para agora. Agora posso comer tudo sem medo ou receio da diabetes ir parar nas alturas, posso comer fora de casa com as amigas, posso comer massas, doces, chocolate e o melhor de tudo, sem medo!!! Afinal faço minhas contas dos carboidratos que vou ingerir e aplico insulina, e assim minha diabetes permanece controladinha e eu fico feliz! Não é maravilhoso!!!

Agora respondendo a todos aqueles que me perguntam (quase que o tempo todo): – Mas você tendo diabetes, pode comer doces?